domingo, 8 de março de 2009

Dia Internacional da Mulher!

foto de Juliane

Ah, que a mulher dê sempre a impressão de que, se se fechar os olhos,

ao abrí-los ela não mais estará presente

com seu sorriso e suas tramas. Que ela surja, não venha;

parta, não vá

e que possua uma certa capacidade de emudecer

subitamente e nos fazer beber

o fel da dúvida. Oh, sobretudo,

que ela não perca nunca, não importa em que mundo,

não importa em que circunstâncias, a sua infinita volubilidade

de pássaro; e que acariciada no fundo de si mesma

transforme-se em fera sem perder sua graça de ave;

e que exale sempre

o impossível perfume; e destile sempre

o embriagante mel; e cante sempre o inaudível canto

da sua combustão; e não deixe de ser nunca a eterna dançarina

do efêmero; e em sua incalculável imperfeição

constitua a coisa mais bela e mais perfeita de toda a criação inumerável.


Vinícius de Morais

2 comentários:

Neto. disse...

Só um poeta (mas tem de ser um muito bom) para dar uma boa definição (ou bem perto disso) do que é uma mulher. Gostei.

Também fiz uma publicação para o dia internacional da mulher. Não sei se fui tão "doce" mas espero que as pessoas entendam o que eu quiz dizer.

Uma ótima semana prá vc!

Airon! disse...

Ô!!! Descobri que você é aquela Walquiria que ainda guardo na memória tão pequenininha de vestido branco!Maravilha seu blog.
beijo grande e tudo de bom pra você, menina!

Seu primo Airon!