terça-feira, 31 de março de 2009

imagem: Juliane

O tempo passa

Se pudéssemos ter consciência do quanto nossa vida é efêmera, talvez pensássemos duas vezes antes de jogar fora as oportunidades que temos de ser e de fazer os outros felizes.

Nos entristecemos por coisas pequenas e perdemos minutos e horas preciosos. Perdemos dias, às vezes anos.

Nos calamos quando deveríamos falar; falamos demais quando deveríamos ficar em silêncio.

Não damos o abraço que tanto nossa alma pede porque algo em nós impede essa aproximação.

Não damos um beijo carinhoso "porque não estamos acostumados com isso" e
Não dizemos que gostamos porque achamos que o outro sabe automaticamente o que sentimos.

E passa a noite e chega o dia, o sol nasce e adormece e continuamos os mesmos, fechados em nós. Reclamamos do que não temos, ou achamos que não temos suficiente. Cobramos. Dos outros. Da vida. De nós mesmos. Nos consumimos.

E o tempo passa...

Até que, inesperadamente, acordamos e olhamos pra trás. E então nos perguntamos: e agora?!

Agora, hoje, ainda é tempo de reconstruir, de dar o abraço, de dizer uma palavra carinhosa, de agradecer pelo que temos.

Nunca se é velho demais ou jovem demais para amar, dizer uma palavra gentil ou fazer um gesto carinhoso.

O que passou, passou. O que perdemos, perdemos.

Olhe para frente!

Ainda é tempo de agradecer pela vida, que mesmo efêmera, ainda está em nós.

Pense! Ainda tem tempo!!! Não o perca mais!

Mensagem do dia 31.03.2009
do Programa "Mais Você"

2 comentários:

Neto. disse...

Que lindo pensamento.

Obrigado por nos lembrar que a felicidade é um sentimento simples, sendo assim, às vezes, depois de encontrá-la, deixamos-a ir embora sem mesmo notar. Aprendi que ela nos traz paz, a mesma paz que encontramos ao fazer o que descreve seu texto:"amar, dizer uma palavra gentil ou fazer um gesto carinhoso".

Muito obrigado por nos lembrar.

Vana disse...

olá querida, adoro poesias. Meu caçula também tem um blog, com poesias criadas por ele.
Obrigada pela visita. Parabéns pelo blog de palavras tão lindas. Bjokas mil!